quinta-feira, 15 de outubro de 2009

ABrasoffa lança projeto para Conselho Municipal de Cultura de Paz




A Associação Brasileira dos Organizadores de Festivais de Folclore e Artes Populares (ABrasOFFA) apresentou na cidade de Santos a proposta da criação de um Conselho Municipal de Cultura da Paz. A discussão aconteceu no dia 12 de março, durante o 1º Fórum de Cultura de Paz e Não Violência, na Universidade Católica de Santos (UniSantos).
A minuta do projeto foi desenvolvida pela entidade, junto com representantes de organizações não governamentais. O documento foi entregue ao vereador Arlindo Barros, integrante da comissão para a criação Compaz, e na presença do Dr.David Adams, ex – Diretor da Unesco – década da Paz (2000-2010). Se for confirmada a criação do conselho, Santos seria a oitava cidade a ter essa representação.Para que seja estabelecida a Cultura de Paz, existem 8 eixos que norteiam os princípios do projeto. Essas diretrizes foram criadas pela Unesco, são elas: 

. Cultura de paz por meio da educação;
. Economia sustentável e desenvolvimento social;
. Compromisso com todos os direitos humanos;
. Igualdade de gênero;
. Participação democrática;
. Compreensão – tolerância – solidariedade;
. Comunicação participativa e livre fluxo de informações e conhecimento;
. Paz e segurança internacional.

O principal objetivo da ABrasOFFA sempre foi buscar a Cultura de Paz entre os povos do mundo. Essa é uma luta da qual a entidade jamais vai desistir, mesmo com toda a complexidade do assunto. Por isso, os membros da ONG decidiram lançar o projeto para que haja uma discussão mais concreta do tema em sua cidade sede. O Conselho Municipal de Cultura de Paz irá promover atividades que visem às manifestações da comunidade em geral, bem como tomar medidas efetivas na busca deste mesmo objetivo nos cenários sócio-econômico, jurídico, político, filosófico, religioso, educacional e cultural. Além disso, auxiliar o poder público municipal e a sociedade civil organizada a desenvolver suas atividades a respeito da cultura e educação para a Paz, entre outros. O projeto foi entregue à Câmara Municipal e enviado ao prefeito João Paulo Tavares Papa. Na oportunidade, comparecerem mais de 200 pessoas que assinaram o manifesto para a criação do conselho.



 Mariana Rodrigues e Rachel Munhoz

Nenhum comentário:

By Helora Schlegel Bello Silva

`